BUSCA AVANÇADA:

BUSCA AVANÇADA

Faça uma busca por Palavra-Chave e localize o conteúdo desejado em qualquer módulo do portal e encontre ícones que deseja na lista.

Covid-19

  • AÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL
    • EDUCAÇÃO
      • Artigo:

        Sugestões e recomendações aos Tribunais de Contas brasileiros visando a estimular a transparência nos portais dos entes públicos quanto às ações adotadas na área da educação durante o período de suspensão de aulas e também quanto à retomada gradual das atividades presenciais nas escolas.


        Artigo:

        Dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativonº 6, de 20 de março de 2020.


        Artigo:

        DIVULGAÇÃO DE AÇÕES, PROGRAMAS, GASTOS E MEDIDAS ADOTADAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO DURANTE A PANDEMIA: 

        6.1 Informações sobre as ações de apoio à saúde física e mental dos profissionais da educação

        Considerando a importância de prestar apoio aos docentes, sobretudo neste momento de Pandemia, a Secretaria de Educação de São Jorge do Patrocínio através, da Equipe Multidisciplinar desenvolve ações voltadas ao cuidado e saúde mental dos profissionais da educação. Foram realizadas rodas de conversa com as equipes que trabalham nas escolas visando abrir um espaço para discussão e reflexão sobre as angústias e ansiedades advindas do período de pandemia.

        Os encontros foram realizados separadamente no Cmei Padre Ernesto Pereira, Cmei Zaíra Tiliacki Ornelas e Escola Municipal João Batista de Melo, respeitando as orientações de distanciamentos e medidas adotadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e contaram com a participação da psicóloga Franciele Milan e da estagiária de psicologia Emillyn Alcarria, que conduziram a conversa, proporcionando também a escuta ativa e a reflexão sobre novas demandas surgidas pelas mudanças que a COVID-19 trouxe ao ambiente escolar, além de buscar estratégias para lidar com esta realidade junto destes sujeitos.

        A última reunião com este público havia sido realizada nos dias 15 e 22 de abril, quando foi adotado o modelo de ensino remoto, então este novo momento em conjunto possibilitou avaliar a evolução integral desta nova modalidade de ensino remoto, através do discurso da própria equipe, verificar como estão desenvolvendo as atividades e quais as expectativas dos agentes envolvidos no processo de educação, onde foi constatado um bom retorno em sua maioria.

        Procurou-se então desenvolver e dialogar sobre estas expectativas e ansiedades, abrindo espaço para a escuta, objetivando a promoção de saúde mental dos trabalhadores da educação, que desenvolvem um papel tão fundamental neste período, mantendo o vínculo pedagógico e reafirmando o direito à educação das crianças do nosso município.

         http://www.sjpatrocinio.pr.gov.br/index.php?sessao=b054603368vfb0&id=1412418

        6.2 Informações sobre concursos novos e em andamento, contratações temporárias, regimes suplementares, convocações extraordinárias, alterações nas jornadas de trabalho e afastamentos dos profissionais de educação realizados em decorrência da Covid-19.

        Como medida de prevenção e cuidado com os profissionais da educação, seguindo a Nota Técnica PGT COVID 19 – 11/2020 do Ministério Público do Trabalho, foram concedidos trabalho remoto a todos os docentes por meio de plataformas virtuais para a continuidade e manutenção do ensino em Regime Especial de Atendimento com a preparação de atividade remotas enviadas aos alunos a cada 15 dias e posteriormente avaliadas pelos docentes. Aos demais servidores da educação, foram concedidos trabalho remoto, ou na impossibilidade deste, o afastamento de funcionários que pertenciam ao grupo de risco, de acordo com o Decreto Municipal Nº 23/2020 de 18 de março de 2020.

        Considerando a não obrigatoriedade do cumprimento da carga horária de 800 horas para a Educação Infantil e considerando a Deliberação 01/2020 CEE que não autorizou o ensino remoto para Educação Infantil e que foi estabelecido apenas vínculos pedagógicos entre os CMEIs e as famílias dos estudantes e considerando a necessidade do estágio, como ato educativo escolar supervisionado, ter acompanhamento efetivo pelo professor orientador da instituição de ensino e por supervisor da parte concedente e na ausência de alunos e professores para efetivar a prática, os contratos de estagiários do CMEI Pe Ernesto Pereira foram suspensos temporariamente.

        6.3 Informações sobre convênios, parcerias, acordos de cooperação, contratações, aditamentos e alterações contratuais, inclusive as ligadas de forma indireta às atividades escolares, tais como equipes de limpeza adicionais para garantir o cumprimento dos protocolos sanitários

        Para atender os dispositivos do Decreto Municipal Nº 23/2020 a Secretaria Municipal de Educação, atendendo a Circular 001/2020 da Secretaria Municipal de Saúde, designou parte da equipe de serviços gerais, serviços administrativos, e equipe de atividades esportivas para colaborarem nas ações de vigilância em saúde no combate do coronavírus COVID-19.

        Para garantir os protocolos sanitários, as limpezas continuam sendo feitas diariamente nas escolas com uma equipe mínima, para o atendimento aos professores que planejam diariamente suas aulas e aos pais que vão quinzenalmente buscar as atividades para pedagógicas.

         Quanto às alterações contratuais, o contrato de prestação de serviços nº 006/2020, cujo objeto prestação de serviços de capacitação e/ou assessoria educacional para formação continuada, motivacional e valorização profissional dos professores da rede municipal de ensino do município de São Jorge do Patrocínio – PR, teve alterado a sua forma de prestação dos serviços que passaram a ser na modalidade on-line em virtude da pandemia causada pelo covid-19.

        6.4 Informações sobre mudanças na forma de contratação ou na gestão de contratos e compras na área da educação

        Não houve mudanças nas formas de contratações, apenas reduções nas quantidades adquiridas.

        6.5 Informações sobre a articulação entre as Secretarias da Educação e as unidades de planejamento, fazenda e controle interno, considerando, sobretudo, os impactos na arrecadação trazidos pela queda da atividade econômica.

        Como medida de contenção de gastos foram suspensos os contratos de estagiários do CMEI Pe Ernesto Pereira, contratos de professores em PSS não foram renovados e não foram realizadas novas contratações.

        6.6 Informações sobre medidas adotadas em relação à alimentação escolar, tais como distribuição de alimentos aos pais ou responsáveis dos estudantes, uso de vouchers ou outras; critérios para essa entrega, no caso de a mesma não ser universal; formas de realização dos cadastros dos estudantes beneficiados; e monitoramento de tais medidas

        Atendendo ao dispositivo legal sobre a execução do Programa de Alimentação Escolar – PNAE, durante o período de estado de calamidade pública, reconhecido pela Resolução número 2, de 9 de abril de 2020, Lei n 13.987, de 7 de abril de 2020, no mês de abril as escolas municipais separaram, contaram, verificaram a validade e distribuíram todos os alimentos que estavam nas despensas das escolas e que seriam utilizados na merenda escolar no município para o Centro de Referência de Assistência Social – CRAS que posteriormente foram distribuídos para algumas famílias de estudantes em vulnerabilidade social.

        As escolas municipais vem distribuindo kits de alimentos, incluindo os alimentos da agricultura familiar (Lei n. 11.947/2009) às famílias de estudantes inscritas no Programa Bolsa Família seguindo as orientações e normas vigentes. Esses kits serão distribuídos quinzenalmente nas escolas. Essa distribuição é de caráter excepcional durante o período de suspensão das aulas em razão de situação da pandemia da Covid-19.

        http://www.sjpatrocinio.pr.gov.br/index.php?sessao=b054603368vfb0&id=1412419

        6.7 Informações sobre estratégias para entrega dos conteúdos aos alunos; ferramentas utilizadas para que possam acessá-los (rádio, TV, aplicativos de celular, plataformas de vídeo na web, podcasts, impressos e outros); periodicidade com que as atividades são transmitidas; ações adotadas para garantir acesso, sobretudo dos alunos mais socialmente vulneráveis, distantes das áreas urbanas ou com deficiência, aos respectivos materiais pedagógicos

        Em meio a pandemia do Coronavírus, a Secretaria de Educação busca meios para manter o ensino em nosso município. Professores da rede municipal aderiram as atividades remotas com a utilização das mídias sociais para se comunicar com os alunos.

        No vídeo exibido, a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Rosângela Galiotti, explica um pouco de como estão sendo feitos os trabalhos não presenciais por parte dos professores da rede municipal de ensino.

        http://www.sjpatrocinio.pr.gov.br/index.php?sessao=b054603368vfb0&id=1412425

         A ROTINA DE ESTUDO DOS CMEIS PE. ERNESTO PEREIRA E ZAÍRA T. ORNELAS, NÃO PAROU POR CONTA DA PANDEMIA

        Através de diversos métodos, as professoras estão oferecendo uma série de conteúdos para a realização em casa com a família, visando minimizar o impacto negativo da suspensão das aulas. Com isso as famílias, em casa vem se dedicando ao máximo para desenvolver as atividades sugeridas pelas professoras, que acompanham a realização das tarefas remotamente por meio dos registros realizados pela família. Com este vídeo, viemos exaltar o trabalho da família que vem acompanhando e contribuindo diretamente com a evolução dos alunos.

        http://www.sjpatrocinio.pr.gov.br/index.php?sessao=b054603368vfb0&id=1412423

        6.8 Informações sobre a adoção de atividades não presenciais nas redes de ensino; medidas de acompanhamento e manutenção do vínculo aluno-escola, visando à aprendizagem durante esse período, mesmo que proporcionalmente inferior à esperada em condições normais de aulas presenciais e, também, para evitar o aumento do abandono e da evasão escolar

        Para as atividades não presenciais a Escola Municipal João Batista de Melo adotou medidas e ações para manter o ensino por meio de interação com os estudantes mediando orientações, materiais e atividades impressas, estudos dirigidos, videoaulas, chamadas de áudio, vídeo chamadas, livro didáticos e literários e grupos de WhatsApp para cada turma. Também há um cronograma quinzenal para atendimento aos pais na escola para a entrega e devolução das atividades, respeitando todas as normas de proteção aos profissionais e familiares.

        Os pais ausentes, são contactados por meio dos conselheiros tutelares ou da equipe diretiva da escola, onde são orientados a manter o vínculo com a escola a fim de garantir a aprendizagem dos estudantes.

        6.9 Informações sobre a criação de meios específicos para interação entre profissionais das redes de ensino, além daqueles entre gestores educacionais e pais ou responsáveis pelos alunos

        A Secretaria Municipal de Educação viabilizou a criação de salas de hora atividade em ambientes virtuais a fim de manter os estudos e planejamento das atividades dos estudantes bem como da interação entre os profissionais onde puderam por meio de videoconferências avaliar a situação de pandemia, a metodologia de ensino por meio das tecnologias e a situação de aprendizagem dos estudantes. As instituições de ensino seguem realizando conselho de classe e reuniões de planejamento por meio de plataformas virtuais.

        6.10 Informações sobre as ações de orientação e capacitação oferecidas ao corpo docente e a todos os profissionais ligados à gestão da educação, incluindo diretores de escola, coordenadores pedagógicos, orientadores, supervisores e demais servidores de áreas afins e voltadas à realização das atividades educacionais durante o período de fechamento das escolas[1] [2] 

        Durante o mês de julho, professores da rede municipal de ensino participaram da formação continuada referente ao Método das Boquinhas como recurso para a alfabetização.

        O curso foi realizado de uma forma inédita, de forma on-line, visto o contexto de distanciamento social. As professoras reuniram virtualmente para estudo e aprimoramento de metodologias para a aquisição da leitura e escrita, já que este se constitui como um dos conhecimentos primordiais da vida escolar.

        Em tempos de pandemia, surgiu a necessidade de adaptação às atividades remotas e não presenciais. Devido a este fator, as professoras devem utilizar estratégias de ensino e aprendizagem que proporcionem aos estudantes a aquisição de competências e o desenvolvimento de habilidades necessárias para que se apropriem do conhecimento de maneira significativa.

        Para complementar, a Secretária de Educação Professora Rosângela Galiotti, enfatiza que é necessário compreendermos que o que realmente marca a diferença na aprendizagem dos alunos é a prática docente, então é importante capacitá-las para que possam responder às realidades de seus alunos, a fim de desenvolver uma educação mais assertiva para os estudantes de nosso município.

        http://www.sjpatrocinio.pr.gov.br/index.php?sessao=b054603368vfb0&id=1412415

        Secretaria Municipal de Educação realiza formação para uso das tecnologias no ensino

                    Durante o mês de setembro, a Secretaria Municipal de Educação aliada com a GetEdu, um dos parceiros oficiais da Google, realizaram encontros semanais via videoconferência, juntamente de atividades práticas e materiais disponibilizados online.  A formação foi realizada com o objetivo de capacitar os professores do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino, para a utilização de ferramentas e aplicativos para o ensino híbrido.

                    A educação está passando por diversas mudanças devido ao momento de pandemia, o que exige adequação de toda a rede de ensino e investimentos  em  recursos tecnológicos para atualizar o ambiente escolar, visando uma educação mais preparada para garantir o direito de aprendizagem dos estudantes em tempos de pandemia. Pensando neste cenário, o município aderiu à Plataforma G suite for Education, que consiste em um conjunto de aplicativos, capazes de promover essa integração entre tecnologias digitais e a educação. Com isso, professores e alunos terão possibilidade de interagir, enviar e realizar atividades através do Google Classroom que é um espaço de sala de aula digital, dentre outras ferramentas.

        O suporte oferecido pelos aplicativos Google à prática docente, aos estudantes e a todo processo educacional, apresenta uma nova forma de pensar o próprio espaço da escola e a sua integração com a sociedade, modernizando as estratégias pedagógicas e as formas de motivar estudantes e professores a aprender juntos de forma instigante e colaborativa.

        Contudo, as atividades na Escola Municipal João Batista de Melo continuam sendo entregues quinzenalmente pelas professoras para suas respectivas turmas, que também estão sendo acompanhadas através do Whatsapp com o compartilhamento de materiais didáticos e monitoria.

        De acordo com a Secretária de Educação, Prof. Rosângela Galiotti, os estados e municípios estão se organizando para a adesão de um ensino híbrido, apesar de ainda não haver previsão de  quando voltam às aulas presenciais, a escola está se preparando para este momento. Neste modelo, uma parte dos estudantes terão aulas presenciais nas escolas enquanto que outra parte continuarão com aulas remotas. “A implementação do ensino híbrido requer um planejamento minucioso de como será o transporte escolar, a alimentação, os cuidados com a biossegurança, a estrutura de higienização das escolas e dos espaços  e principalmente, como será a aprendizagem dos alunos por meio das tecnologias”, conclui a Secretária.

         

        6.11 Informações sobre as ações intersetoriais de atendimento aos alunos e a suas famílias, envolvendo, sobretudo, as áreas da saúde e da assistência social e incluindo as estratégias de articulação e cooperação entre os diversos Poderes e órgãos, além de outras instâncias, como os conselhos escolares e organizações da sociedade civil

        A Secretaria Municipal de Saúde atua diretamente no atendimento de famílias e alunos matriculados na rede municipal de ensino, suprindo quaisquer necessidades de atendimento;

         A Secretaria Municipal de Assistência Social também faz um trabalho em rede de apoio para o atendimento de crianças em situação de vulnerabilidade social dando atendimento a danos estruturais e sociais a estudantes e famílias de baixa renda como stress familiar e aumento da violência doméstica;

        O Conselho Tutelar, juntamente com equipe de direção e coordenação monitora os casos de abandono ou evasão escolar com busca ativa em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação.

        6.12 Informações sobre o processo participativo da comunidade escolar e de conselhos na tomada de decisões quanto às ações empreendidas no período de isolamento

        Juntamente com o Conselho Municipal de Educação, e representantes das escolas municipais, foram realizadas reuniões para elaboração de plano de ação durante o período de isolamento, pensando sempre nos cuidados e planejamento de ações para atingir a maioria de nossos alunos.

        No mês de abril, após a paralisação das aulas presenciais, os conselhos escolares reuniram-se para a definição do modelo de trabalho remoto com o retorno das aulas não presenciais.

        No dia 12 de agosto, o Conselho Municipal de Educação se reuniu para a apreciação do Decreto Nº 4960 onde consta o Protocolo para retorno das aulas presenciais. Alguns membros manifestaram preocupações com a organização de um possível retorno, com a defasagem na aprendizagem, a dificuldade de conter a energia das crianças diante de tantas restrições impostas pelo protocolo de retorno e todos chegaram ao consenso de que toda a sociedade está perdendo alguma coisa diante da situação imposta pela pandemia, mas no momento a preocupação maior deve ser com a saúde e o bem-estar de cada um. É um momento em que todos estão tendo que se adaptar e tudo aquilo que ficou defasado, será recuperado, gradativamente nos anos seguintes.

        6.13 Informações sobre os planos de ação e as estratégias de governo para o retorno gradual dos estudantes às salas de aula, incluindo mecanismos de busca ativa, protocolos e recomendações relativos aos cuidados sanitários e de higiene exigidos pelos órgãos de saúde, bem como das orientações emitidas por conselhos ou comitês especializados

        O governo estadual organizou um comitê de medidas para volta as aulas com orientações sobre a organização do espaço escolar e publicou um decreto com o Protocolo para o retorno das aulas presenciais.

        https://leisestaduais.com.br/pr/decreto-n-4960-2020-parana-institui-o-comite-volta-as-aulas

        6.14 Informações sobre as ações a serem implementadas para avaliação diagnóstica, nivelamento das turmas de alunos e recuperação da aprendizagem, incluindo as iniciativas que objetivam mitigar a defasagem de aprendizado gerada pelas dificuldades de acesso dos alunos em situação de maior vulnerabilidade ao conteúdo disponibilizado à distância.

         PROPOSTA DE AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

        1 INTRODUÇÃO

        A situação que os sistemas de ensino apresentam, neste ano de 2020, em decorrência da pandemia da COVID19 não encontra precedentes na história mundial do pós-guerra. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), milhões de estudantes ficaram  sem aulas com o fechamento total ou parcial de escolas e universidades em mais de 150 países devido à pandemia do coronavírus.

         No Brasil, as aulas presenciais foram suspensas em todo o território nacional e essa situação, além de imprevisível, deverá seguir ritmos diferenciados nos diferentes Estados e Municípios, a depender da extensão e intensidade da contaminação pela COVID-19.

        Partindo do pressuposto de que a suspensão das aulas presenciais poderia haver  retrocessos do processo educacional e da aprendizagem aos estudantes submetidos a longo período sem atividades educacionais regulares, tendo em vista a indefinição do tempo de isolamento; - danos estruturais e sociais para estudantes e famílias de baixa renda, como stress familiar e aumento da violência doméstica para as famílias, de modo geral e, abandono e aumento da evasão escolar.

        Sob este aspecto, as equipes diretiva das escolas da rede municipal e Secretaria Municipal de Educação, juntamente com a Secretaria de Assistência Social, passaram a pontuar e considerar as fragilidades e desigualdades estruturais em que se encontra inserida a nossa comunidade escolar, o que de certo modo, poderia ocasionar desigualdades de aprendizagem, como por exemplo, o comprometimento no processo de aquisição da leitura e escrita. Também, como parte desta desigualdade estrutural, cabe registrar as diferenças existentes em relação às condições de acesso ao mundo digital por parte dos estudantes e de suas famílias. Todos estes aspectos demandaram um olhar cuidadoso para as propostas de garantia dos direitos e objetivos de aprendizagem neste momento a fim de minimizar os impactos da pandemia na educação.

        Esta situação culminou num desafio ainda maior, a reorganização do calendário escolar a fim de garantir as 800 horas letivas para o atendimento dos alunos de forma remota. Desse modo, o Ensino Fundamental, no dia 17 de abril, seguindo a Deliberação 01/2020 do Conselho Estadual de Educação, passou a ofertar atividades não presenciais, dirigidas pelo professor da turma, orientados pelos  componentes curriculares para a interação com os estudantes por meio de atividades  impressas, livro didático, estudos dirigidos, grupos de whatssap, videoaulas, audiochamadas e videochamadas. Atividades estas  já contempladas no Projeto Político Pedagógico e no Plano de Trabalho Docente de cada professor, seguindo as orientações do Referencial Curricular do Estado do Paraná.

        Após a adesão à este  regime especial de atendimento, que foi realizado mediante consulta ao Conselho Escolar e a  comunidade escolar e  após publicado por meio do Decreto Municipal N. 40/2020 do dia 15 de abril de 2020, as famílias passaram a protagonizar o ensino e aprendizagem dos estudantes. A cada 15 dias, passaram a retirar e devolver as atividades realizadas ou a serem realizadas em casa, por meio de sua tutoria, assegurando os direitos de aprendizagem de todos os estudantes. O cumprimento dos conteúdos e da carga horária prevista no calendário escolar,  vem sendo cumprido com as devidas reposições de aulas aos sábados e o ano letivo fechará em 18 de dezembro deste mesmo ano. Todas as atividades têm sido submetidas ao controle de frequência e participação do estudante após sua realização, integrando o processo de avaliação.

         Neste sentido, as avaliações e exames de conclusão do ano letivo de 2020 da Escola Municipal João Batista de Melo levará em conta os conteúdos curriculares efetivamente oferecidos aos estudantes, considerando o contexto excepcional da pandemia, com o objetivo de evitar a  reprovação, utilizando se de recuperação paralela, feedback, retomada de conteúdos e avaliação de recuperação. 

        Além do mais,  o trabalho com a rede de apoio e proteção social se intensificou nas ações pontuais de indícios de abandono escolar, quando alguns pais ou responsáveis deixam de vir até a escola para buscar ou devolver atividades, ou quando não atendem às chamadas da escola, o Conselho Tutelar é acionado para mediar o diálogo, no sentido de orientar esses responsáveis a manter o vínculo com a escola, a fim de garantir o direito do aluno de continuar estudando, mesmo que remotamente. As solicitações de visita social também tem sido uma constante, pois foi  necessário incluir estratégias de articulação e cooperação entre os diversos segmentos e secretarias para atender às famílias de estudantes em situações de vulnerabilidade, como por exemplo, a segurança alimentar, os cuidados com higiene, as questões de moradia, de saúde física e mental, entre outras atenções.

        Sobre a Educação Infantil, pela razão de não haver previsão legal nem normativa para a oferta de educação a distância, mesmo em situação de emergência, a Secretaria Municipal de Educação promoveu várias reuniões (seguindo as medidas de biossegurança), com a equipe de direção e de coordenação pedagógica, a fim de avaliar o cenário de pandemia e a situação de estagiários, professores e trabalhadores da educação nos CMEIS. Seguindo as orientações e deliberações emanadas da  Secretaria Estadual de Educação e do Conselho Estadual de Educação, as equipes pedagógicas juntamente com seus respectivos Conselhos Escolares e comunidade escolar, dialogaram  e avançaram na proposta de estabelecer vínculos pedagógicos com as famílias e estudantes desde o dia 28 de abril, após publicação do Decreto Municipal N. 47/2020. Entretanto, o regime especial de atendimento às atividades escolares na forma de aulas não presenciais para a Educação Infantil só foi autorizada à partir de 1º de junho de 2020, após a publicação da Deliberação CEE/CP nº 02/2020 e do Decreto Municipal nº 68/2020.

        Com isso, a existência de atividades pedagógicas a fazer, por parte das crianças da Educação Infantil tem mantido o vínculo de forma bastante positiva. a existência desse vínculo está sendo um elemento importante na orientação das famílias e vem contribuindo de maneira assertiva no estabelecimento de uma rotina saudável para as crianças. Neste aspecto, tanto o CMEI Padre Ernesto Pereira quanto o CMEI Zaíra Tiliacki Ornelas, tem se reinventado, buscando inúmeras formas de aproximação por meio do  uso de tecnologias, vem se fazendo presente na vida dos seus alunos, com a intenção de manter o vínculo, propor o desenvolvimento e aprendizagem, mesmo que de forma digital. Além do mais, os pais e responsáveis, quinzenalmente, tem buscado atividades impressas e materiais para desenvolverem jogos e brincadeiras com seus filhos. A devolutiva da atividade realizada é postada por meio de vídeos e fotos no grupo de whatsapp de cada turma, que  em seguida, passa a ser validado pelo professor com o registro  da  frequência no livro de Registro de Classe On-line-  LRCOM.

        Com base nesses pressupostos, as atividades escolares desenvolvidas na rede municipal de ensino nesse período de excepcionalidade, fora do ambiente escolar e computadas para o cumprimento da carga horária letiva anual, planejadas e realizadas a partir de materiais didáticos e recursos tecnológicos disponíveis, com registros das mesmas no LRCOM após participação dos estudantes,  serão  encaminhadas ao Núcleo Regional de Educação  para análise e validação para efeito e cumprimento do período letivo.

        2 JUSTIFICATIVA

        Faz-se necessário a realização de uma avaliação diagnóstica, a fim de se mensurar as aprendizagens desses alunos e se essas aprendizagens estão em consonância com os objetivos de aprendizagens propostos no Plano de Trabalho de cada professor e obviamente com a BNCC.

         Acreditamos que uma avaliação diagnóstica bem feita, com aplicação, tabulação e interpretação dos resultados comparativos, bem como orientação na mediação a ser feita de acordo com os achados de cada turma,  será capaz de nos apontar as possíveis defasagens de aprendizado gerada pelas dificuldades de acesso dos alunos em situação de maior vulnerabilidade ao conteúdo disponibilizado de forma remota. Além do mais, esta  avaliação servirá como base para o planejamento do ano letivo de 2021, onde a cada professor será disponibilizado um mapeamento das aprendizagens  de cada aluno,  a fim de que ações pedagógicas possam ser praticadas respaldadas em dados reais sobre o desempenho dos alunos. Só assim, teremos condições de mensurar a perca e/ou os avanços que cada aluno  concebeu neste período de pandemia.

         Aos pais e responsáveis dos estudantes, serão assegurados e bem esclarecido que não se trata de uma prova escolar a fim de aprovação e/ou reprovação, mas uma atividade que conferirá dados de desempenho dos alunos aos professores, para melhor direcionarem a aprendizagem.

        3  OBJETIVOS GERAL DA AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

        • Mensurar o atendimento dos objetivos de aprendizagem e o desenvolvimento das competências e habilidades a serem alcançadas pelos estudantes em circunstâncias provocadas pela pandemia;
        • Diagnosticar  as dificuldades de aprendizagem para nortear o trabalho do professor para o ano de 2021;
        • Analisar o aprendizado dos alunos nos períodos anteriores, especificando sua bagagem cognitiva, para auxiliar o professor a determinar quais conhecimentos e habilidades devem ser retomados antes de serem introduzidos os novos conteúdos
        • Auxiliar no delineamento de pontos de partida de processos de ensino.
        • Elaborar estratégias de ensino que objetivam aliviar/amenizar as defasagens de aprendizagem geradas pelas dificuldades de acesso dos alunos em situação de maior vulnerabilidade ao conteúdo disponibilizado à distância.

        4 METODOLOGIA

        • A avaliação diagnóstica da rede municipal de ensino será realizada de forma presencial, em grupos de até 10 crianças por turmas.
        • A data prevista para a aplicação do exame é de 01 e 02 de dezembro para o primeiro grupo e 03 e 04 de dezembro para o segundo grupo, com previsão de atendimento de 50% dos alunos para cada dia, seguindo os horários de atendimento das 8h às 12h  e das 13h às 17h.
        • O exame será realizado nas turmas de 1º ao 5º Ano, exceto a Classe Especial e Sala de Recursos.
        • Serão avaliadas as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia;
        • O aluno disponibilizará de 1 hora e meia  para cada exame de Língua Portuguesa e Matemática, e de 1hora para cada exame de Ciências, Geografia e História;
        • O exame será realizado em formulário eletrônico que será impresso para facilitar a aplicação presencial e  em folhas frente e verso, lacrada, a ser aberta no horário da aplicação, na frente da turma, juntamente com um professor de outra disciplina, sem que  haja interferência ou ajuda, para que os resultados sejam fiéis ao desempenho.
        • A Prova será de (xxx) questões, e  de acordo com os conteúdos da BNCC, previstos para serem desenvolvidos em cada Série.
        • Após a aplicação, os exames serão entregues em envelopes na Secretaria Municipal de Educação, para que os dados das respostas possam ser informados no formulário eletrónico para serem tabulados e gerado os gráficos com o desempenho das  áreas avaliadas,demonstrando o desempenho individual em relação aos conteúdos da BNCC,  para futuras análise entre os professores.

        5 PROTOCOLO DE SEGURANÇA 

         Para a aplicação do exame, a escola seguirá os protocolos de biossegurança para o atendimento dos estudantes, do corpo docente e de todos os trabalhadores da escola, seguindo os seguintes protocolos: 

        - Aferição de temperatura;

        - Higienização das mãos com álcool em gel na entrada e com outros dispenser de álcool nas salas e em outros espaços;

        - Utilização de tapetes sanitizantes nas estradas dos portões,

        - Servidores escalados para manter e garantir os cuidados com distanciamento físico dentro do pátio da escola;

        - Utilização de máscaras;

        - Servidores escalados para atendimento exclusivo nos banheiros, fazendo a higienização prévia e intensiva dos  assentos sanitários antes de cada uso, durante a permanência do estudante na escola;

        - Recreio escalonado para servir a merenda escolar, com marcação de espaços e mesas, limitando o distanciamento entre os estudantes, com limpeza adequada para a reutilização do mesmo  local. Após a refeição, os estudantes retornarão para a sala de aula, sem intervalo para interações e brincadeiras com outros estudantes;

        - Utilização de transporte escolar, seguindo as medidas de higienização do interior dos ônibus escolares, com janelas abertas,  respeitando o limite de ocupação de 50% de sua capacidade, sendo obrigatório o uso de máscaras, por todos os integrantes do veículo. Será disponibilizado um servidor(a) para realizar o trajeto junto com o motorista, que fará a higienização das mãos e pertences dos estudantes, além de aferição de temperatura  durante o embarque e desembarque.

        - Escalação de um servidor exclusivo para o bebedouro onde cada estudante deverá trazer sua garrafa identificada com nome para ser abastecida com água gelada ou utilizar-se de copos descartáveis, respeitando o espaçamento e demarcação no piso;

        6 RECURSOS

        • Prova impressa
        • Formulário eletrônico

        7 AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS

        Os resultados desta prova diagnóstica serão apresentados à equipe pedagógica e aos professores no início do ano letivo de 2021. Cada professor terá acesso ao diagnóstico individual dos seus alunos, onde poderão visualizar quais competências e habilidades foram alcançadas no período de pandemia. Também poderão visualizar as dificuldades de aprendizagens, examinando quais conhecimentos e habilidades devem ser retomados antes de serem introduzidos os novos conteúdos, delineando os  pontos de partida do processos de ensino, a fim de elaborar estratégias de recuperação das defasagens geradas.   

        6.15 Informações sobre as ações de acolhimento dos alunos a fim de minimizar os efeitos psicológicos decorrentes do isolamento

        A equipe multidisciplinar está a disposição dos professores, pais que apresentem queixas emocionais/psicológicas que possam surgir com o momento de pandemia

    • SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL
    • VIGILÂNCIA SANITÁRIA
  • AVISOS E INFORMES PÚBLICOS
  • BOLETINS DIÁRIOS
  • COMPARATIVO RECEITA X DESPESAS
  • CONTRATOS
  • DESPESAS
  • LEIS, DECRETOS E NOTAS TÉCNICAS
  • LICITAÇÕES
  • PESSOAL
  • PUBLICAÇÕES COVID-19 (GOVBR)
  • RECEITAS

Última atualização: 30/12/2020 13:15:32